Páginas

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Amor Próprio - O começo.

E esse negócio de amor próprio hein?
Tem algo mais pessoal que amor próprio? Se tem algo que seja impossível fazermos pelo outro, é fazer ele se olhar e se amar...
Assim, até da pra ajudar.
Podemos começar com um papo, ajudar a arrumar, a mostrar pontos positivos e tal.. mas se a pessoa não quiser, não tem como.

Por muuuuuuuuuuuuuuuitos anos, minha mãe que sempre caminhou, me via jogada no sofá e falava:
"Vamos caminhar com a mamãe?"
Ou quando eu dizia que estava com fome, ela dizia:
"Quer que eu faça uma salada de frutas?"

Eu sempre dizia não.
Eu sabia que ia me fazer bem, mas eu não queria! Não tava afim..
Estava enorme, sem saúde, me afundando... mas eu não queria! E nem insista, vai levar um fora!

"Caraca mãe que saco, não quero.." ou " Salada de fruta? Queria algo gostoso.." ou "Errrr... não."

Não tinha um momento em que ela não falasse.
"A fulana foi no médico tal e emagreceu 20 kg já.. vc precisa ver como ela ta!!"
"Tava pensando em ir ao Dr José, quer que eu marque pra vc?"
ou mais centenas de coisas que minha mãe sempre falou..

Mas de fato, não adiantava.

Até que um dia, aliás, um dia não, foi uma sequencia de fatos que me fizeram perceber que eu estava afundando. Uma delas, foi que eu estava no cinema com o Marcelo, e estava usando um vestido. Nós estávamos em uma parte mais de cima, e ele começou a implicar que talvez as pessoas pudessem estar vendo minha calcinha, pra eu fechar as pernas. Mas elas estavam fechadas!!! Só que de tão gorda, a parte superior estava sempre junta, e os joelhos, separados pela gordura, não juntavam... entendem??
Então elas estavam fechadas, mas com os joelhos separados, pareciam que estavam abertas!!
Aí ele começou a falar pra eu fechar, e começou a se irritar, meio que com ciúmes, pq as pernas estavam abertas... e eu dizendo "não da pra ver nada!" e aí fiz força e juntei os joelhos e ele disse "agora sim po!" e me abraçou. Quando as luzes apagaram, eu relaxei e voltei a posição normal.. minhas pernas doíam, pq era preciso força para mante-las juntinhas do jeito que ele queria..

Naquele dia, saímos de lá e fomos comer alguma porcaria que não lembro mais o que era.. mas certamente fomos.

Eu queria, eu me envergonhava, eu sonhava, eu desejava....... mas não me esforçava.

Até que um dia minha mãe, como sempre, veio falar: " Se eu pagar pra vc ir malhar, vc vai?" e eu respondi muito rápido: "vou."

E o resto vcs já sabem, está tudo escrito aqui...
O negócio é que eu passei muito tempo me enganando. Eu dizia que queria muito, que tentava.. mas eu me empenhava, não entrava de cabeça na coisa sabe?

Hoje eu sei que consigo.
Hoje eu acredito.
Hoje eu me amo tanto, a ponto de não desistir!!

Queria saber... houve algo específico com vcs? Vcs lembram o momento que decidiram mudar?

O BEIJO!

49 comentários:

  1. nossa, eu tento mudar todos os dias, mas tá difícil... hehe

    ResponderExcluir
  2. Gente, sua mãe é uma fofa! A minha é daquelas que dá carinho por comida, sabe? E sempre que eu estava de dieta ela falava: "come só hoje, sair da dieta só um dia não faz mal" e bla´blá blá Aí já viu, né?! Acho que ela nem fazia por mal, é o jeito dela mesmo.

    Mas eu acho que aos poucos a gente vai se tocando do que precisamos fazer, percebemos que merecemos uma vida melhor. O meu marido vivia tentando me ajudar, como a sua mãe. Mas só comecei a fazer dieta mesmo, quando eu me conscientizei. Ele me ajuda muito! Nunca me cobrou, mas sempre me deu força... até hoje!

    Que bom que temos essas pessoas por perto, né!?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Com certeza amor própria é demais! Isso mesmo menina, você consegue, você pode! Força total!

    ResponderExcluir
  4. Já passei por diversas coisinhas, mas tive que ver com os próprios olhos.
    Fui em um chá de panela e minhas amigas tiraram várias fotos minhas, quando eu vi tomei um susto, pois eu não me via daquele tamanho. Sempre fui uma pessoa com cintura fina e quadril largo, achava que estava bem, mas na verdade tinha relaxado. Porém, nunca fui magra.
    Com isso eu me motivei e estou na luta com a balança.
    Falei um pouco sobre isso no post de hoje.
    Bjão

    http://meufuturoquemescolhesoueu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Teve! kkkk Ô meu deus que horror...
    Eu e meu marido fomos até a cidadezinha onde ele cresceu,assistir a missa na Igreja onde ia com os pais quando era criança.
    Nesse dia estávamos de carro, eu até fui dirigindo para não enferrujar,estávamos só nos dois( as crianças tinham ficado com a minha mãe) e estava sendo um dia gostoso.
    Não faz muito tempo isso não, tem pouquinho mais de um mês.
    Então fomos lá, assistimos a missa, recebemos uma benção do padre, pegamos uma garrafinha de água benta e já íamos embora quando veio a voz:
    - Juninho? Meu deus, quanto tempo que não te vejo e blábláblá...
    Era uma pessoa que o conhecia desde criança, uma amiga da família e que eu também conheci logo que começamos a namorar mas depois perdemos contato.
    Daí a mulher continua:
    - Essa é a Thays? Meu Deus...eu nem conheci!Está uma bolinha mas continua com o rosto muito bonito. ( e deu uma risadinha imbecil)
    Ah eu quis morrer mel!
    E eu estava tão bem naquele dia. Estava bem humorada, feliz, e esses momentos nesse ano de 2012 tem sido tão raros! E eu estava segura com a minha aparência também, tinha saído arrumadinha, era domingo e eu estava com aquelas "roupas de domingo" sabe? rs
    Nossa, aquilo acabou com o meu dia.
    Não quis voltar dirigindo, parei de sorrir,de conversar, só queria ir pra casa e tomar uma banho para poder chorar sem ninguém ver.
    E assim eu fiz. Chorei sentada no chão do banheiro até desabafar tudo o que estava sentindo.
    Quando saí meu marido percebeu. Aí veio me abraçar e disse que lamentava o que tinha acontecido, que sabia que aquilo ia arrasar comigo mas pediu para eu relevar porque pessoas do interiorzão assim falam sem pensar.
    Eu disse que tudo bem, mas que isso não mudaria a forma como ela havia me visto, como uma "bolinha". Era isso que estava me destruindo.
    As pessoas estavam me vendo como uma bola e eu estava me achando linda.
    Aí então ele foi muito sincero comigo e disse que realmente eu estava muito acima do peso para a minha altura,e me perguntou se eu queria ajuda para emagrecer.
    Eu disse que não. Eu precisava fazer aquilo sozinha, bastava que ele disponibilizasse "verba" para eu manter a dispensa sempre cheia com os alimentos saudáveis que iria precisar.
    E assim está sendo.rs
    Não foi fácil sabe? Mas se ninguém me desse um "acorda" daqueles, talvez hoje eu estivesse num ponto difícil de reverter.
    Beijo amiga, e desculpe o comentário gigante!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Minha mãe tbm me motivou e motiva muito até hj. Decidir emagrecer de vez quando bateu a real...poxa sou obesa, 29a e meu maior sonho é ser mãe... será que vou deixar de ser mãe pra continuar com tanta gordura? chorei muitooo qndo fiz as contas e coloquei no papel que pra tentar engravidar tinha que emagrecer 38kg no mín...fiquei adiando pq pensava que seria impossivel perder tanto assim antes dos 31 (idade que qro ter meu 1ºbb). Até que ha 43 dias atrás resolvir mudar pra valer e me dediquei totalmente. Ah sabe aqueles 38kgs que tinha que perder??? Hj com certeza é menos que 25kg...olha quanta evolução em apenas 43 dias!!!Eh amiga eu aprendir a me amar e a comemorar cada pequena graminha perdida.Não vou desistir, sei que a caminho ta longe....mas maisss longe ja esteve não é? Amanhã tenho pesinho novo...bjs boa noite.

    ResponderExcluir
  9. Minha mãe sempre foi assim comigo também. Meu pai é cardíaco, então ela controla bastante o cardápio daqui de casa. Nossa geladeira sempre teve muitas frutas, verduras, legumes... mas eu nem encostava. Só comia carboidratos e me entupia de porcarias na rua. Eu fui engordando sem perceber. Só queria saber de comer. Eu até ia para a academia de vez em quando, mas nem fazia muita diferença, já que eu comia exageradamente. De uns tempos pra cá, andei reparando certas coisas. Eu estou com vergonha de usar o uniforme da escola, porque a blusa é baby look e está um pouco justa na barriga, aí na hora que eu sento, fica horroroso (aí coloco um casaco para tampar). Fui procurar um vestido de festa em mais de 10 lojas, e não achei de jeito nenhum (só fui achar semana passada, depois que eu já tinha começado a RA). E aí veio o pior. Meu namorado é muiiiito magrinho, tipo o seu rs. Quando nós começamos a ficar, há mais de 1 ano, alguns amigos dele falaram "não fica com ela, ela é gorda, é feia". Mas ele só foi me contar isso há pouco tempo. Ele jura pra mim que não se importa com o meu corpo, que nem me acha tão gorda assim, mas eu me senti tão mal... Tipo, as pessoas que falaram isso estudavam comigo também, e eu fiquei sem graça só de pensar. Poxa, então ele não poderia ficar comigo porque eu sou gorda? Juntando isso tudo, fui na nutricionista e vi que estava com 91,4kg. Não sabia que tinha chegado na casa dos 90... Assustei, achei seu blog por acaso, li a sua história e a de várias outras pessoas... e resolvi mudar! E estou tentando, há 8 dias. :)
    Beijos, Mel! Falei demais rs

    ResponderExcluir
  10. Oi Mel...saudades!

    Disseste tudo! A coisa só anda quando NÓS decidimos que queremos e queremos com força! Não adianta dizerem e tentarem nos dar a volta.
    Comigo foi pelo desespero das roupas, nunca ficavam bem, sempre me sentindo feia, cansei!!! Ganhei força e pronto! Vamos sem parar!

    Beijão! Que tua semana esteja a correr bem e feliz.

    ResponderExcluir
  11. Meu susto foi qdo fui a um aniversário de uma garotinha muito querida pra mim, filha de uma grande amiga. A calça já não fechava nem no zíper, tive que descer todo o cós até a coxa. Fui e me sentei, estátua, fiquei com as pernas dormentes pq mal podia me mexer naquelas cadeiras brancas plásticas. E o pior: minha amiga tava sozinha pra cima e pra baixo e eu nem pude ajudar ou me oferecer, pq minha calça estava aberta (número 60) e eu tinha medo de me mover assim, além de desfilar horrorosa, apertada e com tudo estourando. Qdo ela postou a foto na rede social eu acordei, definitivamente. Não me via daquele jeito mesmo! Era uma quarta-feira. Na quinta fui à farmácia me pesar e lá estavam 138Kg. Cheguei em casa chorei muito, comi mais que chorei, e na sexta decidi dentro de mim. Pronto, eis-me aqui com atuais 115,9Kg. Cheguei aos 112Kg, tive uma recaída séria, fui aos 123, mas "reacordei" - Ufa! Foi/é assim!
    Todas comemoraremos o nosso sonhado peso e eu não tenho a menor dúvida, de que vc vai alcançar a meta a que se propôs. Algumas aqui, confesso, penso que não chegarão lá pelo caminho instável que trilham, mas vc eu tenho certeza!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Mel, lendo seu post eu vejo quê constrangimento deve ter sido para você. Aliás, não há sensação mais desagradável que o CONSTRANGIMENTO, na minha humilde opinião. Sabe, às vezes fico pensando que vocês devem achar que eu estou de sacanagem com esse lance de dieta, achando que "eu nem sou tão gorda assim". De fato, eu nunca passei por situações dessas que você partilhou conosco, mas eu fui uma criança bem gordinha e cresci sofrendo um bullying muito sério do meu irmão que passava o dia inteiro (literalmente!) me chamando de gorda e burra. Eu tinha pavor de as outras crianças na escola fazerem aquilo comigo, então eu não brincava de pique nem de pular corda por medo dos possíveis comentários. Com uns 13 anos já era magrinha, mas continuava me vendo gorda. Aos 17, com 1,66, pesando 54kg e malhando eu ainda assim chorava achando que era gorda e feia. Quando eu engravidei, engordei muito, e aí é que tomei consciência do que era estar gorda. rs Bem, depois eu emagreci, engordei, emagreci, engordei e fico nessa sanfona, mas acho que ainda estou no sobrepeso, não na obesidade. Agora, adulta, continuo querendo emagrecer e não ME aceitando por medo da rejeição ALHEIA. Hoje em dia as coisas ne são muito claras: na minha formação psicológica fui muito afrontada pelo meu irmão e sem querer, pela minha mãe. Ela saía para comprar roupas comigo e falava: "Compra essa que esconde as gordurinhas/ Experimenta aquela que disfarça o estômago alto/ Você deve usar roupa com esse corte que "faz corpinho" (entenda-se: afina a cintura). Desde pequena as mensagens foram sempre negativas, de rejeição, de que eu não tinha um corpo bonito e isso foi tão marcante que trago comigo até hoje.O que me impede de ficar com sobrepeso por muito tempo mas não me motiva a manter a magreza conquistada. Acabou que me tornei tão insegura da minha aparência que mesmo as pessoas me dizendo que eu sou linda, não consigo enxergar "isso tudo" que vêem em mim. Mas agora estou bem melhor e já começo a me valorizar mais, o que é bom para alma, né? E vc? Melhorou? Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Oi Melzinha... a minha mamys é meio q parecida c a sua sabe, só q a minha dá uns esbregues legais ....rrsrs, ultimamente ela nem me falava mt coisa, mas toda vez q me via comendo. ela dava um suspiro e virava os olhos de desgosto... mas com todo o amor do mundo, eu sempre senti isso nela, a vontade de me ver magra... Até esta animadíssima com este meu empenho de agora, coisa q antes eu nunca passava da primeira semana a ja estava atacando tudo q via pela frente mesmo... o golpe de misericórdia foi um dia destes q me sentei no sofá de casa e minha barriga dobrou tanto q me sufocou até eu ficar sem folego... confesso q chorei e me olhei no espelho... o q vi, de verdade, me deixou aterrorizada cmg msm, pensei... se eu fosse meu marido n teria coragem de encarar isso aí nãoo...

    ResponderExcluir
  15. oi amiga, saudades suas, quando vai entrar no face?? o meu clic final do ano passado, me olhei no espelho enorme que tenho e não acreditei no que estava vendo, eu tinha aquela distorção de imagem sabe? não me via tão gorda assim, me deu um excesso de choro e desespero, o que eu tinha feito comigo? como meu marido pode sentir atração por isso? nem eu me sentiria atraída por mim, sinceramente, ai quando decidi que ia engravidar resolvi mudar tmb, não só a parte estética mas a cabeça, primeiro emagrecer a minha cabeça, pra poder emagrecer o corpo! então estamos ai na luta né?!!! quando fará mais videos?? to com saudade! beijo

    ResponderExcluir
  16. É querida, só mudamos nossas realidades quando tomamos uma atitude e paramos de ficar na inércia. Aqui eu tive varios fatores que me levaram a emagrecer, a saúde, me sentir mal por não caber mais nas roupas, me sentir reclusa e depressiva por não gostar do meu corpo e autoestima baixa e quis dar um basta na situação caótica em que me encontava, decidi mudar minha realidade e hj vejo que foi uam das melhores escolhas que fiz, muita coisa mudou para melhor e hj já não me sinto uma batatinha, aquela baixinha gordinha me sinto mais feliz por ter saído daquele marasmo em que me encontrava. Ainda bem que vc tb acordou e quer mudar sua vida para melhor. Torço muito por vc, viu! Vai ser mais que vitoriosa e ter o corpo que lhe dará satisfação.

    Bjss querida!

    ResponderExcluir
  17. É amada, é complicado demais, mas não o suficiente para nos derrubar. Estou nessa luta também e amor próprio é o que menos tenho no momento. Queria poder compartilhar minhas vitórias e frustrações com vc. Como disse no meu blog, só me entende que vivencia isso. Ser do jeito que eu sou não é fácil e fica mais difícil ainda quanto tem uma sociedade que fala que você não é isso ou aquilo, mas não vou ficar mais parada sofrendo. Gostaria que vc entrasse no meu blog e lesse a minha primeira postagem, que por um acaso é hj!! :) e me ajudasse a começar do zero...!! Um beijo pra vc e vamos continuar lutando!

    ResponderExcluir
  18. Mel q saudade dos seus posts maravilhosos!!!! Meu estalo bateu por causa da minha filha e de uma dor q comecei a sentir no joelho!! Isso q vc falou é mto certo! O mundo pode te avisar, falar com jeitinho mas enquanto naum vier da gente naum funciona. Essa semana foi meio punk pra mim. Andava meio perdida nessa caminhada e tenho certeza q se fosse outra época eu teria chutado pau da barraca e desistido de tdo!!! Q bom q a gente abriu os olhos!!

    ResponderExcluir
  19. Olá Mel! Nem me lembro ao certo quando resolvi mudar, pois desde de menina procuro eliminar medidas, meu corpo se desenvolveu mais rápido ao de qualquer menina e por isso todos me chamavam de gordinha na minha infância, mas não sofri tanto com isso mais sim com a indiferença.
    Mas passado é passado e quando penso nele sofro mais. Tenho certeza que você irá alcançar seu objetivo.

    Beijos. Boa Noite!

    ResponderExcluir
  20. Obrigada Mel pelo super incentivo! Sabe, estou precisando disso, desse empurrão! Para nós dará tudo certo. E sobre a sua amiga, estou no mesmo caminho que ela, de lutar e conseguir emagrecer. Eu sou muito ruim para fazer dieta, acho que como toda pessoa gorda hahahaha...eu burlo, engano, mas aqui é diferente. Sei que a dieta é para eu emagrecer, mas saber que vocês estão aqui e de certa forma "devo" uma satisfação, isso me põe na linha! :)

    De tudo que eu conquisto na minha vida, sempre fica aquela pontinha de arrependimento por não ter emagrecido e é isso que eu quero mudar! Quero tirar essa pontinha e ser feliz por completo.

    E você já está ajudando!! :)

    Beijoss!!

    ResponderExcluir
  21. Oi :-)

    Sou nova por aqui... Caí no seu blog por acaso e confesso que não consegui parar de ler! Comecei do começo, lá no primeiro post e só terminei agora, rs! Até comecei comentando, mas me empolguei na leitura e deixei pra comentar de novo aqui no final! Adorei o blog, me identifique com algumas das histórias e curti o teu jeito de escrever!

    Sobre esse último post, a minha ficha caiu com o resultado do meu exame de colesterol: 321. Medo só de pensar no que pode acontecer, por isso, resolvi pegar firme na RA! Não tanto pelo peso (mas por ele também), mas principalmente pela saúde!

    Vou deixar o blog nos favoritos, assim passo por aqui sempre que der!

    Abs

    Anita

    ResponderExcluir
  22. Ola!!!!
    Minha ficha caiu quando recebi uma foto de uma amiga de um jantar que fomos,simplesmente nao me reconheci,enxerguei naquela foto uma senhora com 20 anos a mais,aí percebi que tinha que me mexer,literalmente.
    Bjs
    Anna Lara

    ResponderExcluir
  23. Obrigada por comentares =)
    Que sobremesas são essas light?
    Beijo
    Miss xxl

    ResponderExcluir
  24. nao tenho amor proprio, ou nao sei ate que ponto me amo
    isso é ruim, mas enfim
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Isso mesmo, Mel. Só nós podemos mudar o q nos encomoda! E não adianta nos engarmos a gordura está ai para todo mundo ver, não adianta falar que naõ come, que tem algo de errado!!
    Adorei o seu relato
    Bjooos

    ResponderExcluir
  26. é minha mãe também vivia tentando me ajudar, ate que papai do céu resolveu chama-la para perto Dele. Lendo seu comentario me lembrei mto dela, e do qnt ela queria me ajudar :'( uma pena hj ela não estar aqui pra ver que to me esforçando para conseguir o que ela sempre sonhou. Eu fui deixando, comendo e comendo, agora quem me ajuda é minha irma, que sempre pega no meu pé. Mas o que realmente me acordou foi as roupas, odeio sair pra comprar roupa, nada servve, o que serve é caro. Ai desisti dessa vida de gordinha e começei a batalhar hehe, bjs tenha um otimo dia.

    ResponderExcluir
  27. o que me fez mudar foi qd cheguei a um peso igual ao que tive qd fiquei grávida de minhas gêmeas, no 9º mês!!...ou seja...117 kilos, SEM ESTAR GRÁVIDA!!!...quase morri!!!...

    Hoje estou com 111kg, ainda horrorizada, mas a caminho de mudanças definitivas!!!

    beijos e foco no dia de hj amiga!!!!

    ResponderExcluir
  28. Só depende da gente! Eu lembro que eu vivia falando! Não adianta, nao consigo emagrecer! Devo ter algum problema, posso comer de tudo ou não comer que meu peso não muda. Me peguei mentindo meu peso inumeras vezes pra todo mundo, com vergonha de comer na frente das pessoas. Ficara teimando que não conseguia emagrecer de jeito nenhum. Nao conseguia pq nao tentava de verdade. Agora que eu estou tentando as coisas estao se ajeitando neh! Mais eu queria ter mais auto estima. PQ ainda continuo me sentindo muito feia.

    ResponderExcluir
  29. Querida eu disse q era a Alice!
    Amei teu poster, bjao e tou indo a piscinaaaa, férias boaaaa

    ResponderExcluir
  30. Nossa, eu passei por diversas situações que me deram vontade de emagrecer, quer dizer vontade sempre tive mas nunca tive coragem.

    Inúmeras vezes menti meu peso, sempre usei a desculpe dos famosos ossos largos e coisas do tipo, sim eu tenho ossos largos de verdade mas eles não influenciam na banha que cobre eles né? hehehe

    Desde a adolescência fazia exercícios e tal, e por causa dos meus ossos sempre tive corpão! Estilo panicat, passava na rua os carros buzinavam, gritavam "ae gostosa e coisas do tipo" em outubro do ano passado tava parada pra atravessar a rua passou um carro e buzinou, quando pensei que ouviria um elogiou ele gritou "vai gordinha".

    Me revoltei! Marquei nutricionista e matriculei na academia! hehehe...

    ResponderExcluir
  31. Guriaaa, eu não me canso de falar que vc escreve muitooo bem, haha, adoro ler seu blog...
    nossa, quantas e quantas situações parecidas com a sua, pai, mae, irmaos te chamando de gorda ow meu deus, hahaha, mas graças a Deus tomamos iniciativa e estamos tentando reverter este quadroo..

    um super beijo a vc minha escritora preferia, hahahaha..

    ótima quartaaa
    =D

    ResponderExcluir
  32. Oi Mel... eu não passei por uma situação igual a sua, mas por outras q me fizeram ver q eu era bem maior do que eu imaginava. Que bom q resolvemos dar a volta por cima e estamos em busca do nosso objetivo. Bjks

    ResponderExcluir
  33. Oi, leio seu blog e acho uma delícia! Estou na luta, fazendo dieta das notas e simulador de caminhada, perdi 10 kg. Uma série de fatos, mas a principal foi uma fotografia! Na festa do Dia das Mães tirei uma foto com minha filhinha de 5 anos, e eu com meus 33 anos parecia uma velha, com um braço e uma papada ENORMES, fiquei horrorizada com o que estava fazendo comigo mesma.

    ResponderExcluir
  34. Oi Melzinha, estou por aqui de volta, e querida estava eu precizando muito dessas suas palavras, me parece que eu sou toda contrária, no inicio da minha R.A eu me esforçava, posso dizer que foi até fácil, mas agora cada dia que se passa fica mais complicado, não que eu tenha engordado nesse período que fiquei um pouco longe da blogsfera, mas sinto que estou cobrando bastante de mim, mas não estou vendo o que consegui até aqui, onde consegui chegar, obrigada por suas palavras me fizeram refletir bastante viu.
    Bjo'

    ResponderExcluir
  35. São declarações como essa que me fazem aprender tanto com os blogs d vcs!
    Adorei!!!
    E isso que você disse é muito real, VOCÊ tem que quere, a vontade dos outros não significa nada se vc nao quiser!
    Parabéns Mel, por se amar tanto!
    Bjs

    www.sabornamedida.com.br

    ResponderExcluir
  36. Oii Mel, Bem.. eu também já passei por situações constrangedoras e é péssimo. A gente tem vontade de mudar e mudar rápido, tipo, na hora!.. mas como isso não é possível, muita gente desiste logo. Acho que é isso que acontece.

    As pessoas que nos amam sempre tentam nos alertar e nos ajudar... mas depende de nós fazer algo.

    E conseguiremos!

    Bjos!!


    http://danimagra2012.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Olá Melzinha tudo bem???
    Eu resolvi emagrecer quando eu pesei e estava com 98,8. Eu sabia que estava gorda, mas não sabia o quanto, pois sempre estava fugindo da balança, até que um dia eu pesei e levei um susto, pois faltava muito pouco para chegar nos 100 kg, daí foi quando resolvi fazer a RA, comecei entrar na internet e ver os blogs de algumas meninas e isto me inspirou e foi quando eu resolvi abrir um tbm e deu certo, graças a Deus e a todas as meninas que sempre tem me incentivado.
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  38. Comigo era assim igual!!!
    Desde os 8 anos... "vamos passear?" "ahhhh n quero....."
    "tenho fome..." "come uma fruta" "ahhhh prefiro uma sandes...."
    :X
    Deu no que deu né!!! Como decidi emagrecer? Já contei mas vou contar aqui especialmente para ti! :) Conheci o meu Amor na internet, achei que ele não ia gostar de mim com 81kg (1,56cm)... Decidi passar a alimentar-me como deve ser, a fazer exercício... Num ano perdi 21kg e fui conhece-lo (ainda a achar q ele n ia gostar mas graças a Deus estava enganada).
    Hoje ele diz que não teria feito diferença, o peso. Mas nunca vamos saber! ahahah
    Amiga... Emocionei-me com a história das coxas... Puxa... É assim mesmo, compreendo... :( Deves ter ficado super tristinha na hora...
    Um grande beijo e um grande abraço minha linda!
    Ahhhh e que booommmm que te amas ^^ (continuo em busca DESSE amor...)

    ResponderExcluir
  39. Mel!!!!

    Eu sei que você consegue!!!!!!!

    Vamos lá!!!!

    ResponderExcluir
  40. Parabéns pelo blog. Sou nova por aqui, conto com seu apoio! http://bubadiet.blogspot.com.br/ Beijos.

    ResponderExcluir
  41. Olá Melzita tás linda nessa fantasia!! Menina foram tantos episódios q m fzm qrer mudar,mas o teste de roupas dos provadores nas lojas é o q me mata e ao msm tmp m fortalece para essa mudança,e nunca esqueça q nossas mães querem smp o melhor p nós..bjinhos

    ResponderExcluir
  42. Oi Mel!!!!!

    Respondendo à sua pergunta, o que me fez mudar foram 3 fatores:

    - Um dia, eu troquei de blusa na frente do meu filho de 7 anos e ele falou 'Nossa, mamãe, como sua barriga tá grande, tá engraçado' e ficou dando risadinhas, sei q ele não fez por mal, mas isso me fez pensar..quero q meu filho me veja linda e maravilhosa antes de qq homem, resolvi ficar mais bonita pra ELE.

    - Comecei a namorar e meu namorado é magro e gosta de se cuidar, e ao contrário da maioria das pessoas q se acomodam qdo namoram sério, eu sou ao contrário, quero cada dia ficar mais bonita por mim e por ele.

    - Ter roupas legais no armário de quando pesava 54kg e não poder usar, ter q usar roupas q não me agradam só pq são as únicas que caiam direito no meu corpo.

    E o motivo principal gata, tem que ser exatamente o título do post: amor próprio. Sem ele, vc não é boa mãe, boa namorada, boa amiga...nada! Vc antes de amar alguém incondicionalmente, precisa se amar muito primeiro!!

    Beijooos

    ResponderExcluir
  43. Seus posts são show. Meu momento: "ui rs o que é isso?" Vou ver uma foto minha que meu cunhado tenha a brilhante ideia de passar as fotos do encerramento da escola em uma tv de 42 polegadas. Olhei, medi, prestei bem atenção na minha camiseta apertada, na minha barriga estufada e congelei... Não prestei atenção em mais nenhuma foto, não dei mais risada ...A minha imagem não saia da minha cabeça ...

    ResponderExcluir
  44. Mell..realmente qndo não queremos nos ajudar não adianta né..eu tbm ja tive essa fase, de qndo as pessoas queriam me ajudar aí que eu comia pra elas pararem de me irrita... Tem várias histórias que foram acumulando até que e não aguentei mais e tomei vergonha nacara..teve cadeira de um barzinho na praia que a minha bunda não coube..tive que pegar um banquinho daqueles de madeira sem encosto dos lados... Mais o que realmente me deixou a ponto de corar foram fotos do natl de 2009..minha nossa.. eu me assustei de tão feia que eu tava...
    Eu to tentando agora dá uma ajuda pra uma amiga, minha melhor amiga na verdade. Ela ta precisando muitooo está em caso de passar mal de saúde.. eu tento repassar tudo que sei..mais o que falta agora é a iniciativa dela própria, mais eu sei que uma hora ela vai conseguir.. bjusss

    ResponderExcluir
  45. Que bom que você aprendeu a se amar, Mel!

    Torço muito por você, te desejo muito ânimo, força e amor próprio, pois é esse amor por vc mesma que vai continuar te motivando.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  46. Que linda amiga, ver que mudou seus conceitos e tá ai cheia de vida e animação.
    Bom fim de semana Mel.
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Ameiiii seu post! E jah passei por isso de tentar fechar a perna e nao conseguir, heheeh. Quer dizer que vc tem um namorado? Sabia que eu não me permito namorar por ser gordinha? Coloquei na minha cabeça que ninguem quer ficar comigo por causa do tamanho do meu quadril! (E olha q eu sou bonita!)
    Enfim... obrigado por compartilhar seu momento conosco, me ajudou de verdade. Bjus,
    Luana

    ResponderExcluir
  48. tenho uma amiga que diz que a única coisa que temos que ensinar aos nossos filhos é ter autoestima...as vezes acho que ela tem razão...eu me lembro que a coisa que mais me marcou foi um primo que me olhou e falou "nossa como vc engordou"...ele era enorme e a mulher dele duas vezes mais que eu...eu me senti um lixo...
    http://www.comomelhorlogoemagreco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  49. Mel, deixo aqui um beijo com carinho para vc!
    Não sei se é questão somente de amor próprio, talvez seja mais complexo que isso. Se quiser, podemos desenvolver mais a questão.
    O meu ponto de virada foi ver na balança um peso que eu nunca tive (e eu não estava nem comendo tantoooo assim, mas comia mal). Comecei a ler, criei um perfil no Facebook para trocar experiencias. Fui a médicos, fiz exames, estava com a tireóide funcionando mal. Retomei a minha análise e fui a um nutrólogo.
    Manter o blog, escrever, pode ser uma ótima maneira de elaborar e principalmente de estimular a si mesma e a outras pessoas!

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção e carinho. Se seu objetivo é somar , dividir e multiplicar coisas boas, seja sempre bem vindo e volte sempre!! =)